Coragem

Uma vez, um prisioneiro escapou do presídio, depois de 15 anos enclausurado. Durante sua fuga, ele encontrou uma casa, arrombou e entrou. Ele deu de cara com um jovem casal que estava na cama. Então, ele arrancou o cara da cama, o amarrou numa poltrona e depois amarrou a mulher na cama.

O marido viu o bandido deitar-se sobre a mulher, beijar-lhe a nuca e logo depois, levantar-se e ir ao banheiro. Enquanto ele estava lá, o marido falou para sua mulher:

- Amor, ouça, esse cara é um prisioneiro, olhe suas roupas! Ele provavelmente passou muito tempo na prisão e há anos não vê uma mulher, por isso te beijou a nuca. Se ele quiser sexo, não resista não reclame, apenas faça o que ele mandar, dê prazer a ele para que ele se satisfaça e vá embora nos deixando vivos. Esse cara deve ser perigoso, se ele se zangar, nos mata. Seja forte, amor, eu te amo!!

E a mulher respondeu:

- Estou feliz que você pense assim. Com certeza ele não vê uma mulher há anos, mas ele não estava beijando minha nuca. Ele estava cochichando em meu ouvido. Ele me falou que te achou muito sexy e gostoso e perguntou se temos vaselina no banheiro. Seja forte, amor. Eu também te amo!

----------

Moral da história: PEDIR CORAGEM AOS OUTROS É FÁCIL.

0 Comentários »

Comente!!

Sua opinião é importantíssima!

Feeds Blog Idéias! Cadastro por e-mail O que são feeds? Comunidade Blog Idéias Orkut Twitter Blog Idéias
Increva-se na newsletter do Blog Idéias!
Lembre-se de confirmar o cadastro em seu e-mail, ok?

Boas Idéias!

Ocioso LinkLog Uêba Colméia Byte Que Eu Gosto Chicclete Capinaremos Tenso blog Perolas para Porcos Manicômio SA BoboLoco Insoonia Fester Blog Sedentário & Hiperativo Lista 10 Papibakigrafo Trocistas Ela ta de Xico! Sangue Ácido inSUPORTÁveis Fottus Metamorfose Digital República das Cores

Parceiro de Idéias!

Blog Idéias!

Últimos posts!

Estatísticas



Visitantes online no blog:



Visitantes recentes

Custom UsuárioCompulsivo
Widget BlogBlogs

Últimos comentários!


Copyleft © Blog Idéias! 2009 - Nada reservado! =P

Tema original modificado por Pedro Sá.